O justo e injusto na percepção do Eleitor.

O justo e injusto na percepção do Eleitor.

Observe esse vídeo:

A classe política, como um todo, está desacreditada. Há uma insatisfação enorme com o trabalho dos políticos – de TODOS os políticos. Em geral, os ‘argumentos’ são que os políticos somente roubam, não trabalham, não estão preocupados com as pessoas.

Não dá pra negar que, para alguns casos, é exatamente isso que acontece. Mas… porque a generalização? Porque é tão difícil reconhecer um trabalho positivo de um deputado, vereador ou prefeito?

Se analisarmos a carga de trabalho de um políto sério, inclusive na campanha eleitoral, vamos perceber que é superior à carga de muitos executivos no país. Vereador não o deixa de ser no final de semana, na visita à um posto de Saúde na madrugada, etc. Deputado Federal, quando não está em Brasília, na maioria das vezes está no Gabinete no Estado em que representa, realizando de reuniões e atendendo pessoas.

Fato é que, conforme visto no vídeo, mesmo os primatas tem uma noção/sensação de Justo ou Injusto. A pergunta que devemos fazer é: É justo um candidato na eleição prometer um monte de coisas para ganhar meu voto e, no mandato, ainda que faz coisas boas, não cumpre o que prometeu? É justo o candidato me chamar de amigo na campanha Eleitoral e, durante o mandato, nem lembrar que eu existo? É justo o político receber qualquer salário para trabalhar em causa própria e não pelo povo que o elegeu? Imagina então quando, apenas para aparecer em fotos e entrevistas na TV (que é o que o eleitor geralmente vê do candidato), o político recebe um salário
muito maior que a média do eleitorado!

O ideal é planejar a comunicação de modo que, tendo o que mostrar e comunicar, a noção Justo e Injusto do eleitor seja atendida. O eleitor precisa saber que a confiança e o voto valeram a pena. E como anda sua comunicação em mandato? Sua campanha está sendo planejada para responder à quais anseios dos eleitores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *