A triste face da fama… e mais nada de importante.

A triste face da fama… e mais nada de importante.

beijofredAs redes sociais nos trazem números. Quantos amigos nós temos? Quantas curtidas tal postagem teve? Quantas vezes determinado vídeo foi vizualizado? Óbviamente que esses números são importantes, mas, com certeza, não é o mais importante, não é o objetivo que você deve buscar no manejo de suas redes sociais, sejam elas digitais ou não. Uma reportagem no jornal ou uma postagem no facebook podem ser visualizadas por milhares de pessoas, em um curto período de tempo. Isso é fantástico… ou não. Ou Não simplesmente porque, dado ao número imenso de publicações e reportagens, a sua pode ser apenas mais uma.  Qual é o engajamento de sua rede? Qual é o impacto, relevância e possibilidade de influência de suas postagens para as pessoas, inclusive àquelas que não comentaram, nem curtiram, tampouco compartilharam (que são a maioria).

Aqui entra um conceito interessante discutido pelo filósofo Mario Sergio Cortella. Trata-se da diferença entre Importante e Famoso. Famoso é aquele que aparece e é visto por muitas pessoas e, que as pessoas acabam comentando (para o bem ou para o mal). A Fama é passageira. Para ser famoso, você tem que aparecer, ser visto, talvez lembrado. Para ser importante para alguém é preciso que esse alguém te importe para dentro, te porte, te carregue para dentro dela. Para tal, é preciso transbordar, ou seja, ir além de suas bordas, que significa não viver fechado em si mesmo. Pode existir alguém não famoso e absolutamente importante. Pode existir um famoso que não é nada importante. Assim, para ser importante é preciso primeiro se preocupar com o outro, seus anseios e desejos. Suas postagens, antes de se preocupar com o retorno em curtidas, comentários e compartilhamentos, devem buscar compreender o públivo alvo dessa postagens. Isso, obviamente não é possível sem você conhecer tal público.

Conforme eu citei em artigo anterior, o mundo virtual não está desconectado do real. Você precisa, igualmente estar atento ao seu eleitor, procurar conhecê-lo e para ele se tornar importante. As pesquisas, sejam qualitativas e quantitativas, vão oferecer caminhos para que você possa ir ao encontro do eleitor. Podemos somar também as novas pesquisas da área do Neuromarketing (que não vem para substituir, mas sim agregar)e, assim não errar na hora de ofercer o que o eleitor quer e precisa.

No final das contas, principalmente em eleições proporcionais, quantos amigos você tem no face, quantas pessoas curtiram sua mensagem, ou quantas pessoas viram sua campanha nas ruas é insignificante se, de todas essas, para poucos você realmente… é importante.

2 comments on “A triste face da fama… e mais nada de importante.
  1. Ola, gostei do artigo, aguardo mais dicas como esta. Para mim que estou começando agora são dicas muito importantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *